Direitos Autorais

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons

30 agosto, 2010

Dentro de mim


Dentro de mim


Dentro de mim habita um ser
Que me deixa confusa
Que me deixa às vezes carente
Outra vezes intensa e sedutora
Mas por outras me faz sentir frágil
Uma fragilidade que me deixa sem rumo
Dentro de mim habita um ser
Que chora com a mesma intensidade que ri
Tem a boca como a janela de sua alma
Seus lábios são portais de luz
Dentro de mim habita um ser
Que busca respostas para tantas perguntas
Que quer e deseja ser feliz
Dentro de mim habita um ser
Que sonha com sonhos dourados
Que sabe o valor dos raios do sol
E viaja nas ondas do mar
Dentro de mim habita um ser
Que canta e tem fé
Que sente que está dentro de mim
Que faz do meu coração a sua casa
Dentro de mim habita um ser
Que eu sou ele e ele sou eu
Dentro de mim habita um ser
Que juntos eu e ele somos um só.

 Maribel Santos
"Minha boca,  janela da minha alma". 

Fotos: Joào Ferraz
Ediçào: MaribelSantos

28 agosto, 2010

Só hoje...




Hoje, queria ser um passarinho
Para minhas asas bater
Hoje, queria ser um passarinho
Para poder voar
E chegar até você
Hoje, só hoje
teria um sonho realizado
um sonho de criança
que voa nas asas da imaginação
Hoje, só hoje
eu queria ser aquele passarinho
que tanto sonhei
para poder voar
e estar junto de você
Só hoje ...

{ Maribel Santos }

24 agosto, 2010

O som do silêncio



A noite já é alta meu amor, e cá estou a ouvir o som do silêncio.
Como não consigo dormir me resta sonhar acordada e querer estar em seus braços, a única cama macia que entregaria o meu corpo agora.
Que dor é essa que me acompanha noites e noites? Onde estás?
Por onde anda seus sagrados pés? Que música canta a tua boca?
E onde repousas o seu amado corpo? Por um instante fecho meus olhos e vejo você, sinto o seu cheiro, sinto o seu toque, sinto a sua respiração , sinto o seu corpo que se aproxima do meu, e que bem devagarinho chega para se aconchegar em mim.
Sinto o bater de nossos corações como se fossem tambores que ecoam ao vento ...
 Ah, meu amado sinto que já não sou dona de mim, estou entregue a esse amor e desejo, desejo e amor que me consomem feito chama, a mesma chama que te chama...
Vem meu amor, vem meu encanto espero por ti ..
Espero-te desde sempre..
Vem amor meu, vem...

{ Maribel Santos }

11 agosto, 2010

Em teus braços...



Quero aliviar o meu cansaço
Na ternura do teu abraço
E esquecer a solidão.
Recompor as forças perdidas
Nas labutas intensas da vida
No aconchego do teu coração.
Buscar nas fontes do amor
O teu carinho que me tira a dor
Das lutas duras da vida.
Dá-me o teu afetuoso abraço
Que me tira todo o cansaço
E alegra a alma e o coração.
Quero ver no teu semblante
A alma feliz de todo o instante
Que partilhamos todos os dias.
A tua voz que bem conheço
Afastará o mal de que padeço
E trará paz ao meu coração.
Nas janelas da sua alma
Vejo toda a doce calma
Que reina no seu interior.
Embala-me no teu regaço
Perdoa-me o meu fracasso
E me chama de meu amor.
Só assim me tranquilizo
Sinto-me em pleno juízo
E me acalma o coração.

{ Narciso de Oliveira }

07 agosto, 2010

Aconchego


Aconchego dos teus rios
O doce aconchego eu achei em teus rios,
Oh causador dos meus suspiros de saudade...
Torrentes são suas águas que me afogam num mar de amor
E afundam-me no lago de suas vontades!
E na benévola cortesia que você me faz, quando aliada
À franqueza de suas palavras e unidas na delicadeza
Dos seus rosados lábios, me diz palavras lindas,
Que me derretem por inteiro e fazem-me perder o alento!
Já não sou culpado por minhas palavras de amor,
Talvez loucamente exageradas,
São medidas por gestos não medidos,
Geradas por pensamentos mais que lindos, enquanto penso em você!
E não me diga coisa alguma, tente ao menos compreender,
O amor não tem respostas é apenas querer e viver!
Se exagero for dizer-te que te amo com amor ágape ou platônico,
Exagero ainda muito mais ao te dizer...
Na minha vida só existe uma pessoa, na minha vida só existe você!
Simples como teu sorriso, arrebatador como teu olhar!
Transporto-me para outro mundo, apenas em te ouvir falar!
Já não preciso dizer muito, pois é muito que digo!
Espero poder dizer ao mundo, o que hoje já foi dito...

{ Anjo Improta }

05 agosto, 2010

Lábios..


Lábios...
Poder de sedução...
Portal de carícias...
Toca de segredos..
Paixão...
Janela de palavras...
Murmúrios ...
Juras de amor...
Entrega...
Calor...
Amor...
Lábios...
O meu...
O seu ...
Colados ...
Atados...
Selados ...
Lábios...
Os nossos ...
O meu...
O seu...
Lábios...

 Maribel Santos
'Minha boca,janela da minha alma."

Mistérios...


"Você chegou feito um silêncio
Para seduzir minha canção
Feito uma folha de correnteza
Feito um vento varrendo o chão
Você chegou feito um mistério
Pra confundir minha visão
Feito um presente da natureza
Quem mandou, coração?
Um fogo queimou dentro de mim
Que não tem mais jeito de se apagar
Nem mesmo com toda a água do mar
Preciso aprender os mistérios do fogo
Pra te incendiar.
Um rio passou dentro de mim
Que eu não tive jeito de atravessar
Preciso um navio pra me levar
Preciso aprender os mistérios do rio
Pra te navegar.
Vida breve, natureza
Quem mandou, coração?
Um vento bateu dentro de mim
Que eu não tive jeito de segurar
A vida passou pra me carregar
Preciso aprender os mistérios do mundo
Pra te ensinar..."

{ Joyce e Maurício Maestro }

03 agosto, 2010

Distante assim...


Distante assim meu riso é pranto
É lágrima de saudade
De tristeza metade
E metade de encanto
Um tanto felicidade
E amor outro tanto!

Distante assim sou casa vazia
Sou do beijo lembrança
Sem par em dança
Resquício de alegria
Amor que não se cansa
Distância tripudia!

Tão perto assim sou mãos dadas
Um dormir nos braços
Acordar no abraço
De bocas coladas
É um não cansaço
De fazermos nada!

Tão perto assim sou você
Um caso perfeito
Seu corpo, seu beijo, seu jeito
E um medo de perder
Sou amor que bate no peito
Eternidade a me envolver...

{ Rafael Almeida }



01 agosto, 2010

E uma florzinha...


"Quero uma casa sem portas
e sem janelas
para sentir o vento
entrando devagar
o vento que vem do mar
pensando bem... Sem telhado também
para sentir a chuva no meu rosto
e ver as estrelas à noite quando tento dormir
quero uma casa cheia de vagalumes
grilos cantando na lareira
e roseiras florindo do lado de dentro
quero uma casa de viver
não um lugar só pra morar..."
{ Luna }